7.7.18


Portaria regula procedimentos da área de Comunicação durante o período eleitoral



O governo do Estado, por meio de sua Secretaria de Comunicação, publica no Diário Oficial desta sexta-feira (6), a portaria que regula e coordena as políticas de comunicação em cumprimento às exigências eleitorais referentes ao pleito de 2018. Conforme o documento, as áreas de notícia das páginas de internet de todos os órgãos estaduais, incluindo postagens em redes sociais e sites de programas específicos serão interrompidas. 

A suspensão também se aplica a perfis de programas, projetos ou qualquer ação desenvolvida por órgãos estaduais, bem como aos perfis de departamentos, diretorias, setores, coordenadorias regionais e a toda e qualquer subdivisão ou vinculação a órgãos estaduais.

Os websites das instituições públicas ligadas ao Executivo farão constar, a partir do dia 07 de julho, a seguinte mensagem informando a suspensão de atualizações: "Em atendimento à legislação eleitoral, a partir do dia 7 de julho até o final do período eleitoral, estão suspensas as atualizações deste site".

A divulgação das informações de interesse público e dos serviços de todos os órgãos caberá apenas ao portal do Governo do Estado, acessado no endereço www.rs.gov.br, sendo o único que permanecerá com atualizações em sua área de notícias após análise da Diretoria de Jornalismo da SECOM. Em casos específicos, caberá à SECOM consultar a Procuradoria Geral do Estado (PGE) para garantir a legalidade da publicação.

Confira a portaria:

A SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO DO GOVERNO
DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso das suas competências, RESOLVE:

Art. 1º - Disciplinar o uso de plataformas digitais e redes sociais pelos órgãos e entidades integrantes do Governo do Estado do Rio Grande do Sul durante o período de vedação eleitoral, em consonância com a Ordem de Serviço Nº 003/2018, de 25 junho de 2018.

Art. 2º - Ficam suspensas as atualizações das áreas de notícias de todos os sites dos órgãos estaduais, incluindo sites de programas, projetos e eventuais "hotsites";

I - Os órgãos farão constar em seus sites a seguinte mensagem informando a suspensão de atualizações: "Em atendimento à legislação eleitoral, a partir do dia 7 de julho até o final do período eleitoral, estão suspensas as atualizações deste site".

II - O Portal do Governo do Estado (www.rs.gov.br), por reunir informações de interesse público e serviços de todos os órgãos, será o único que permanecerá com atualizações em sua área de notícias.

III - Os órgãos estaduais que tiverem necessidade de publicar matérias de caráter informativo, educativo ou de orientação social deverão submeter o conteúdo à Diretoria de Jornalismo da SECOM para análise e publicação no Portal do Governo do Estado. Em caso de dúvida, a SECOM pedirá parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) para garantir a legalidade da publicação.

IV - As áreas de estrito serviço ao cidadão dos sites das secretarias poderão ser atualizadas, sempre respeitando as limitações da lei eleitoral.

Art. 3º - Nas redes sociais, fica vedada, no período eleitoral, a inclusão de posts nos perfis dos órgãos e entidades integrantes do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

I - A suspensão também se aplica a perfis de programas, projetos ou qualquer ação desenvolvida por órgãos estaduais;

II - A suspensão se aplica igualmente a perfis de departamentos, diretorias, setores, coordenadorias regionais e a toda e qualquer subdivisão ou vinculação a órgãos estaduais;

Art. 4º - Nas redes sociais em que for possível despublicar ou retirar do ar temporariamente os perfis e páginas (como Facebook, Instragram e Youtube), todos os órgãos ou entidades vinculadas ao Governo do Estado do Rio Grande do Sul deverão fazê-lo durante o período eleitoral.

I - Nos casos enquadrados neste artigo, os órgãos deverão remover toda e qualquer marca de governo de fotos de perfis e covers.

Art. 5º - Nas redes sociais em que não for possível retirar do ar temporariamente os perfis e páginas (como o Twitter, por exemplo), os órgãos ou entidades vinculadas ao Governo do Estado do Rio Grande do Sul deverão seguir a orientação do Art. 3º, fazendo constar a seguinte mensagem: "Em atendimento à legislação eleitoral, a partir do dia 7 de julho até o final das eleições, estão suspensas as publicações em redes sociais vinculadas ao Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Informações sobre serviços e utilidade pública podem ser obtidas no www.rs.gov.br".

Texto e edição: Secom

Rio Grande do Sul é o quarto estado com maior expectativa de vida entre brasileiros



A esperança de vida é um dos indicadores das condições socioeconômicas e ambientais e do nível de qualidade da saúde de determinado país ou região. Também reflete as transformações do comportamento demográfico e dos indicadores sociais, como a queda acentuada da fecundidade e da mortalidade, resultando na demanda crescente por estruturas de serviços de saúde relacionadas ao envelhecimento da população.


De acordo com o Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), a expectativa de vida para ambos os sexos, no Rio Grande do Sul, foi superior à do Brasil em 1991, 2000 e 2010.

Entre os 27 estados brasileiros, o Rio Grande do Sul era em 2010 o quarto com a maior esperança de vida ao nascer, superado pelo Distrito Federal, Santa Catarina e São Paulo. 

Segundo o IBGE, a expectativa de vida ao nascer, no RS, para ambos os sexos, passou de 72,4 em, 2000, para 77,8 em 2016. Os estudos de evolução demonstram que a transição demográfica começou mais cedo em relação à maior parte dos estados brasileiros e tornou-se mais evidente nas últimas décadas, caracterizando o rápido aumento absoluto e relativo das faixas de população adulta e idosa. 

Em relação ao sexo, as diferenças ficam ainda mais evidentes quando se constata a maior esperança de vida ao nascer das mulheres - que em 2016 atingiu 81,1 anos -, enquanto a dos homens alcançou 74,3 anos. Como resultado, o número de mulheres é superior ao número de homens, principalmente nas faixas de idade mais avançadas.

Texto: Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul

Hemocentro precisa de doadores de sangue ao longo de todo o ano


Ao longo de todo o ano, o Hemocentro do Rio Grande do Sul, junto com as unidades regionais, solicita doações para garantir os estoques, principalmente nos períodos festivos e em feriados. Atividades do mês de novembro, por exemplo, quando é celebrado o Dia do Doador Voluntário (25), também estimulam a boa prática que ajuda a salvar vidas.

A população pode participar da campanha de solidariedade comparecendo ao Hemocentro de Porto Alegre (Avenida Bento Gonçalves, 3722) - de segunda a sexta feira, das 8h às 18h - ou às unidades municipais do interior. No estado, apenas 2,4% da população é doadora de sangue, enquanto no Brasil o percentual é de 1,8%, conforme dados do Ministério da Saúde.

Saiba onde ajudar : http://www.saude.rs.gov.br/onde-doar-sangue

Requisitos

Para ser um doador, é preciso: estar em boas condições de saúde; apresentar documento oficial de identidade com foto; ter idade entre 16 e 69 anos (voluntários com menos de 18 anos devem estar acompanhados pelos pais ou responsável legal); pesar no mínimo 50 kg; não estar em jejum; ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação; não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores; e não fumar pelo menos duas horas antes.


Texto: Secom

Central de Doações da Defesa Civil recebe donativos para a Campanha do Agasalho


Durante o inverno, por causa das baixas temperaturas no Rio Grande do Sul, as pessoas costumam se mobilizar mais para doar agasalhos e alimentos. Mas o espírito solidário da Campanha do Agasalho, que em 2018 começou no dia 4 de junho, precisa continuar o ano inteiro.


Com o tema “O seu guarda-roupa esconde verdadeiros tesouros”, a campanha deste ano tem um foco especial: as roupas e os calçados infantis, que sempre são mais difíceis de conseguir, porque as pessoas costumam doá-los para parentes e amigos.

Mas os agasalhos para adultos continuam sendo muito importantes também, assim como cobertores, colchões, produtos de higiene pessoal, materiais de limpeza e alimentos não-perecíveis. E o principal: as doações podem e precisam ser feitas em todas as estações, não apenas no inverno. Sempre tem gente necessitando de ajuda, especialmente quando ocorrem fenômenos climáticos adversos, como temporais e alagamentos.

Se a mobilização for constante, a Central de Doações da Defesa Civil do Estado, que repassa os materiais para prefeituras e organizações não-governamentais, dificilmente vai ficar desabastecida. Vale lembrar que as roupas e os calçados precisam estar em boas condições e limpos, pois isso agiliza a distribuição às famílias.

As doações podem ser feitas no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), na Avenida Borges de Medeiros, 1501, em Porto Alegre. Ali funciona a Central de Doações. O telefone é (51) 3288-6781.

Durante o inverno, existem outros pontos de coleta:

- Órgãos públicos estaduais
- Quartéis da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul
- Supermercados Zaffari
- Unidades do Sesc/Senac no Estado

11.6.18

Seminários Tudo a Ler/Sexta-Feira do Professor


O Instituto Estadual do Livro (IEL), instituição da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (SEDACTEL), em parceria com a UniRitter/Projeto Sexta-feira do Professor e apoio da Secretaria de Estado da Educação (SEDUC), promove a edição 2018 dos Seminários Tudo a Ler, voltados para a formação de mediadores de leitura, em especial professores. As inscrições podem ser feitas por meio de formulário eletrônico no seguinte link:http://goo.gl/forms/QGF441t3VmgjQoWx1

25.5.18

Prêmio Minuano de Literatura

Lançamento do Prêmio Minuano de Literatura


O Instituto Estadual do Livro – IEL, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer – SEDACTEL, em parceria com o Instituto de Letras da UFRGS, lança o Prêmio Minuano de Literatura, com dez categorias. O objetivo é ressaltar e reconhecer a produção literária gaúcha, contribuindo para sua divulgação e para o incentivo à leitura e à produção escrita. As inscrições ocorrerão no período de 01 de junho a 01 de julho de 2018.

O Regulamento e seus anexos estão disponíveis no endereço eletrônico www.ielrs.blogspot.com.br. Mais informações poderão ser obtidas pelo e-mail iel@sedactel.rs.gov.br ou pelo telefone (51) 3314-6450.

Podem participar do Prêmio autores nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul, assim como editoras sediadas no estado. As obras inscritas devem ter sido publicadas no decorrer do ano de 2017 e podem concorrer nas seguintes categorias: Infantil, Juvenil, Poesia, Conto, Crônica, Ficção: Romance/Novela, Ilustração, História em Quadrinhos, Texto Dramático e Especial (livros de fotografia, memórias, biografias, efemérides, turismo, guias, manuais, entre outros). Não há limitação no número de livros inscritos por autor ou editora.

(30/05:) Foram retificados três pontos do edital: o item 1.1 recebeu nova redação para esclarecer as condições de participação no Prêmio; no item 3.1, fica estabelecido que obras inscritas na categoria Ilustração podem também ser inscritas nas categorias Infantil e Juvenil; foi acrescentado o item 1.4, definindo as categorias em que serão aceitas obras com mais de um autor.

A Comissão Organizadora será composta por membros do IEL e do Instituto de Letras da UFRGS. As Comissões de Seleção contarão com três membros cada, escolhidos dentre profissionais que atuam na área da literatura e/ou membros da comunidade cultural literária, os quais escolherão as três obras finalistas em cada categoria. Já as Comissões Finais contarão com três membros cada, dentre professores, alunos de pós-graduação em Letras e bibliotecários, os quais indicarão o livro vencedor nas respectivas categorias. Os vencedores serão conhecidos na cerimônia de premiação e receberão o Troféu Minuano de Literatura.


Prêmio Minuano de Literatura

Prazo: 01 de junho a 01 de julho de 2018

Inscrições: www.ielrs.blogspot.com.br

Informações: e-mail iel@sedactel.rs.gov.br ou telefone (51) 3314-6450

17.5.18

Locação - Sala Lila Ripoll

Por meio da Associação Lígia Averbuck (ALA/Associação de Amigos do Instituto Estadual do Livro), está disponível para locação a Sala Lila Ripoll, localizada nas dependências da sede do Instituto Estadual do Livro (IEL), na Rua André Puente, 318, Bairro Independência/Porto Alegre. 

Na sala, podem ser realizados cursos, oficinas, seminários, palestras, saraus, reuniões, grupos de estudo e lançamentos de livros. O local possui ar condicionado, uma mesa com dimensões de 2mx1m e 50 cadeiras estofadas. 

A reserva da sala será efetivada mediante assinatura de contrato e pagamento do valor da locação (associados da ALA terão 25% de desconto). Interessados devem fazer download do formulário disponível neste link https://drive.google.com/file/d/1pQm8UBXinRvhEBmarDUYUA8k1QaU9bWd/view e enviá-lo preenchido para o e-mail iel@sedactel.rs.gov.br . Mais informações: iel@sedactel.rs.gov.br ou (51) 3314-6450.

9.5.18

Palestra “Línguas sem fronteiras"

Palestra “Línguas sem fronteiras: português e espanhol no Rio Grande do Sul e no Uruguai”

Com Carlos Rizzon e Lota Moncada e mediação de Ruben Daniel Castiglioni

17 de maio, 19h

Salão Mourisco da Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul

Rua Riachuelo nº 1190 – Centro Histórico



8.5.18

COLEGIADO SETORIAL DO LIVRO, LEITURA E LITERATURA - CONVOCAÇÃO

"A coordenação do Colegiado Setorial do Livro, Leitura e Literatura convoca Assembleia Geral para escolha dos representantes da Sociedade Civil que irão compor o Colegiado no período 2018-2020. A Assembleia será realizada em 22 de maio do corrente ano, na sede do Instituto Estadual do Livro (Rua André Puente 318, Porto Alegre, RS), com primeira chamada às 18 horas e segunda e última chamada às 18h30min. 

A fim de se buscar ampla representatividade, fazemos pública a presente convocação, e estão convidados a participar escritores, ilustradores, editores, livreiros, bibliotecários, contadores de histórias, professores da área da literatura e todas as demais pessoas que estejam envolvidas nas cadeias criativa, produtiva e mediadora do livro no Rio Grande do Sul.

A Assembleia será soberana para definir os 10 (dez) representantes da Sociedade Civil e seus respectivos suplentes, podendo incorporar novos nomes ao Colegiado, bem como reconduzir integrantes que dele participaram entre 2016 e 2018.

O Colegiado Setorial do Livro, Leitura e Literatura está instituído no âmbito da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Estado do Rio Grande do Sul, funcionando como órgão de assessoramento imediato do Secretário de Estado, tendo por finalidade analisar, debater e propor políticas públicas e diretrizes específicas em sua área de atuação.

O Colegiado promove 2 (duas) reuniões ordinárias ao ano, podendo realizar reuniões extraordinárias sempre que necessário, mediante convocação prévia. No período de 2016 a 2018, o Colegiado trabalhou na confecção de edital do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), na elaboração de programação para a 16ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo e na indicação de nomes para o Conselho Artístico que colabora na seleção dos projetos para ocupação dos espaços públicos da Casa de Cultura Mario Quintana.

Contamos com a sua participação.

Rafael Bán Jacobsen
Coordenador – Gestão 2016-2018
Colegiado Setorial do Livro, Leitura e Literatura"

13.4.18

Semana Estadual do Livro no IEL



Dentro da Semana Estadual do Livro e Incentivo à Leitura 2018, que ocorre de 18 de 24 de abril, o Instituto Estadual do Livro (IEL) realiza o evento "Eu Leio Hermes", com a leitura de trechos da obra de Hermes Bernardi Júnior, no dia 18 de abril (quarta-feira), a partir das 19h, em sua sede (André Puente, 318). E no dia 19 (quinta), às 16h, sedia a palestra "Vida  e Obra do Poeta Alceu Wamosy", com os acadêmicos José Edil Lima Alves e Colmar Duarte, em uma promoção da Academia Rio-Grandense de Letras (ARL). Ambos os eventos tem apoio da Associação Ligia Averbuck e são gratuitos. 

"EU LEIO HERMES"

O Projeto "Eu Leio" é uma homenagem de escritores (as) para um escritor(a), onde cada autor (a) faz uma breve leitura - de aproximadamente 2min - de um trecho da obra do autor. Até hoje foram abordados Carlos Urbim, Sérgio Napp, Mario Quintana e Moacyr Scliar, todos já falecidos. Participam desta edição Carlos Augusto Pessoa de Brum, Débora Jardim, Gláucia de Souza, Graciella Reyna Quijano, Jacira Fagundes, Jussara Mello, Leticia Moller, Luis Dil, Maria da Graça Rodrigues, Milene Borazzetti, Queli Cambraia, Rodrigo Barcellos, Rosane Castro, Sonia Zanchetta e Vitor Diehl. O evento será conduzido pela presidente da Associação Ligia Averbuck, a escritora Marô Barbieri e pela diretora do IEL, Patrícia Langlois. Hermes Bernardi Junior, o autor homenageado, foi escolhido pelo conjunto da obra e sua importância na formação do leitor. O escritor de literatura infanto-juvenil teve grande destaque, com participação assídua no projeto "Autor Presente", do IEL, realizado nas escolas. 

Hermes Bernardi Junior

Natural de São José do Ouro (RS), o escritor e ilustrador viveu entre 1965 e 2015, fixando residência em Porto Alegre. Foi a partir da leitura de "As Aventuras do Avião Vermelho", de Erico Verissimo, que decidiu trilhar a carreira literária, cursando a oficina com Luiz Antonio de Assis Brasil para se aperfeiçoar na escrita e o Atelier Livre da Prefeitura, assim como a Academia Europea Di Firenze (Itália), na ilustração. Trabalhou nos EUA, de 2000 a 2001, onde ganhou a condecoração Friend's Book, por sua atuação incentivando a leitura entre latinos residentes, em Filadélfia e Nova Iorque, a convite do Departament of Education USA. Em seu retorno ao Brasil, coordenou as oficinas literárias da Descentralização, na Secretaria Municipal de Cultura (SMC) de Porto Alegre, e desenvolveu projetos de incentivo à leitura para crianças, financiados pelo Fumproarte. 

Viajou pelo Brasil como contador de histórias nos projetos "Colcha de Histórias", espaço itinerante de contação de histórias, e "Terça Eu Conto pra Você!", Prêmio O Sul e Os Livros de Melhor Projeto de Incentivo à Leitura 2008. Na capital gaúcha, também criou os programas de incentivo à leitura "Tapete Mágico" e "30 Retalhos, a Poesia ao Alcance do Olhar". Foi presidente da Associação dos escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e juvenil (AEILIJ) na Feira do Livro de Porto Alegre. 

Tem mais de uma dezena de livros publicados, sendo os primeiros, "Abecedário Alegre do Porto" (1998/Fumproarte), como escritor; e "Doido pra Voar" (2009), pela Artes & Ofícios, indicado ao Prêmio Açorianos. De sua obra, tinha especial apreço por "Planeta Caiqueria" (2003), pela Editora Projeto, onde também lançou "E um Rinoceronte Dobrado" (2008), finalista do Prêmio Jabuti e "Dez Casas e um Poste que Pedro Fez" (2010). Seu livro "Pé de Sapato, uma História de Muitas Histórias" foi indicado ao Prêmio AGES - Livro do Ano e foi selecionado para o catálogo Bolonha/Itália, organizado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, como uma das obras de referência da literatura infanto-juvenil brasileira no ano de 2011. Também é autor de "O Emaranhado da Maçaroca" e "Alguma Coisa Se Encaixa", ambos pela Larousse do Brasil; "Pé de Sapato - uma História de Muitas Histórias" (Biruta); "Casa Botão", pela DCL; "Medo Dó de Medo Monstro" (Zit); "Tem um Furo Nessa História" (Mundo Mirim) e "Lilliput", pelo Armazém de Livros Editora. No teatro infantil, escreveu "Passa, Passará" e "Pé de Sapato", tendo adaptado para crianças "A Tempestade", de William Shakespeare.

VIDA E OBRA DE ALCEU WAMOSY 

A Academia Rio-Grandense de Letras promove sessão especial, em memória de Alceu Wamosy, patrono da Cadeira 40 da instituição, com o apoio do Instituto Estadual do Livro (IEL). O uruguaianense Alceu Wamosy (1895-1923) escreveu poemas cheios de desencanto, em uma produção que se destacou no Sul do país que é uma das mais significativas do simbolismo brasileiro, sendo o seu soneto “Duas Almas” um dos mais conhecidos em língua portuguesa.

Os conferencistas:

- José Édil de Lima Alves: ocupante da Cadeira 3 da Academia, é graduado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), mestre em Literatura Portuguesa e doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Exerceu o magistério superior na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Uruguaiana (Fafiur), PUCRS, Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e Universidade Luterana do Brasil (Ulbra).

- Colmar Duarte: ocupante da Cadeira 40, é idealizador e um dos criadores da Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul. Poeta, escritor, pesquisador e compositor, é autor de obras como “Sesmaria dos Ventos” (1979), “Cancha Reta” (1986), “Cardo” (1993), “Tempo de Viver” (2000), “Romanceiro da Salamanca” (2002), “O Jardineiro Cego & Mamboretá” (2004) e “O Correntino – e Outros Causos” (2006).

SERVIÇO: 

Eu Leio Hermes
Dia: 18 de abril de 2018 (quarta-feira)
Hora: a partir das 19h.
Local: Instituto Estadual do Livro (André Puente, 318), bairro Independência - Porto Alegre
nformações: iel@sedactel.rs.gov.br e (51) 3314-6450
Entrada franca

Palestra "Vida e Obra de Alceu Wamosy"
Dia: 19 de abril de 2018 (quinta-feira)
Hora: a partir das 16h
Local: Instituto Estadual do Livro (André Puente, 318), bairro Independência - Porto Alegre
Informações: iel@sedactel.rs.gov.br e (51) 3314-6450
Entrada franca.

Homenagem a Alceu Wamosy no IEL


No dia 19 de abril, quinta-feira, às 16 horas, a Academia Rio-Grandense de Letras promoverá sessão especial em memória de Alceu Wamosy, patrono da Cadeira 40 da instituição. O evento, que tem entrada gratuita, conta com apoio do Instituto Estadual do Livro e será realizado na sede do IEL, Rua André Puente 318, Porto Alegre. A conferência “Vida e Obra de Alceu Wamosy” será feita pelos acadêmicos José Édil de Lima Alves e Colmar Duarte.   

O uruguaianense Alceu Wamosy escreveu poemas cheios de desencanto, em uma produção que se destacou no sul do país e que é uma das mais significativas do simbolismo brasileiro, sendo o seu soneto “Duas Almas” um dos mais conhecidos em língua portuguesa.

Os conferencistas:

José Édil de Lima Alves, ocupante da Cadeira 3 da Academia, é graduado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), mestre em Literatura Portuguesa e doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Exerceu o magistério superior na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Uruguaiana (Fafiur), na PUCRS, na Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e na Universidade Luterana do Brasil (Ulbra).

Colmar Duarte, ocupante da Cadeira 40, é idealizador da Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul e um dos criadores. Poeta, escritor, pesquisador e compositor, é autor de obras como “Sesmaria dos Ventos” (1979), “Cancha Reta” (1986), “Cardo” (1993), “Tempo de Viver” (2000), “Romanceiro da Salamanca” (2002), “O Jardineiro Cego & Mamboretá” (2004) e “O Correntino – e outros causos” (2006).


Palestra "Vida e Obra de Alceu Wamosy"
Dia: 19 de abril de 2018 (quinta-feira)
Hora: a partir das 16h
Local: Instituto Estadual do Livro (André Puente, 318), Bairro Independência - Porto Alegre
Informações: iel@sedactel.rs.gov.br e (51) 3314-6450
Entrada franca

29.3.18

Inscrições abertas no Autor Presente


Informamos que as inscrições do Autor Presente se iniciam dia 29 de março.

O Autor Presente é um projeto de incentivo à leitura do Instituto Estadual do Livro que há 46 anos promove encontros entre escritores e leitores de todo estado do Rio Grande do Sul.
Em 2018, conta mais uma vez com a parceria da Secretaria Estadual de Educação para a realização de 60 encontros em escolas da rede pública.  Fiquem atentos aos prazos e faça sua inscrição.



Confira o regulamento e anexos relacionados ao desenvolvimento do projeto nas escolas:





➢➢➢INSCRIÇÕES - Inscrições encerradas


Blog do projeto: http://autorpresente.blogspot.com.br

Contato: autorpresente@gmail.com